Treinamento bem dimensionado de Segurança de Alimentos

  

              Não importa quão grande ou pequena é a organização, a Segurança de Alimentos e a preocupação com a saúde pública devem ser prioridades número um dos estabelecimentos. Realizar recalls pode ser caro e consumir muito tempo, reduzindo rendimentos e produtividade. Em média, são necessários diversos anos para que uma companhia recupere sua imagem de um surto alimentar ou doenças causadas por alimentos.Outros nunca recuperam sua imagem. Muitas vezes, são necessários vários anos para desenvolver uma marca bem sucedida e ganhar a lealdade dos consumidores, enquanto são precisos somente alguns segundos para destruí-la. Treinamentos eficazes para operadores podem impedir estes fatores adversos e ajudar a empresa a atingir seus objetivos de Segurança e Qualidade do alimento.

             De fato, sem treinamento, há grande probabilidade dos funcionários formarem maus hábitos que podem prejudicar a imagem da empresa e a Segurança dos Alimentos. Pode ser difícil para alguns funcionários compreender termos como Listeria monocytogenes, tolerância zero, níveis de defeito ou bactérias formadoras de esporos. Embora a maioria das empresas qualifique a alta direção em Segurança de Alimentos, muitas vezes, é um desafio transferir estes conceitos para os manipuladores e operadores: aqueles que realmente tocam, manuseiam e processam alimentos. Torna-se importante, então, que a empresa determine quais conceitos serão incluídos no treinamento e a aproximação dos tópicos ao entendimento destes funcionários.  Este exercício deve ser personalizado a cada empresa, pois a diversidade e os níveis educacionais dos empregados diferem entre companhias e dentro delas.

              Todos os processadores de alimentos devem ter um programa de treinamento bem dimensionado de Segurança de Alimentos que inclua tópicos diversos e respondam aos whos (quem) , what (o que) e os whys (porquês) associados com as atividades. Uma matriz bem organizada de treinamento ajuda assegurar um bom nível de qualidade, um produto seguro, íntegro e um ambiente sanitário. Se realizado eficazmente, a Segurança dos Alimentos, aliada à Qualidade e ao treinamento ajuda assegurar um alimento seguro para o consumidor final e protegem, finalmente, o nome da empresa.

 

Controle de Salmonella

Auditoria – ônus ou bônus?

Clientes

USO INDISCRIMINADO DE AGROTÓXICOS NO BRASIL

Orgânicos Já

Boas Práticas de Fabricação em supermercados

Embalagem com pouco oxigênio

Denuncie

Os tratamentos antimicrobianos em alimentos e a saúde humana


Microbiologia aplicada on-line
  Micro-organismos de importância para Indústrias de alimentos, formas de controle, monitoramento ambiental e novos regulamentos
Interpretação ISO 22000:2018 - online
  Conceitos e prática de cada requisito
Alergênicos - online
  Aprenda na prática a gestão de alergênicos